quinta-feira, março 20, 2008

(2462) O VIDEO

Galga o país o video sobre o que se passou numa sala de aula do Carolina Michaelis de Vasconcelos, no Porto. Primeiro: não entendo por que razão os jovens hão-de poder levar telemóveis para as salas de aula. Segundo: foi no Porto, não num reduto de subúrbio, daqueles onde a maldade lusitana gera gangs de ladrões e de assassinos. Terceiro: não são pequenotes traumatizados pela sociologia da família, da pobreza ou da conflitualidade familiar. Quarto: o video, sejamos francos, não surpreende ninguém. Há muito que a disciplina e o respeito pelo professor são tidos pelos especialistas da deseducação como valores reaccionários e salazaristas. Não surpreende de facto. A verdade politicamente incorrecta é que esses especialistas da deseducação é que mereciam que lhes saísse pela frente um bando de energúmenos desta estirpe na sala de aula. Agora, apesar de não surpreender, dá para perceber o estupor de país que andamos a fabricar.

2 comentários:

atorresmail@gmail.com disse...

Aquela sala de aula parece uma sala normal.
A aluna do telemóvel também parece uma miuda como as outras.
Não se vê um bando de facínoras. Vê-se apenas uma aluna que falta ao respeito á professora, e uma professora que não sabe conduzir e dominar os acontecimentos.

Sugestão:
se os professores fizessem greve pelo aumento de segurança nas escolas, pelo reforço da autoridade dos professores nas aulas, etc., talvez as coisas pudessem melhorar.

Mas, claro, já se sabe que é mais fácil querer que sejam "outros" a fazerem o trabalho chato de reconduzir a disciplina ás escolas, enquanto se faz greve para não ser avaliado...

Anónimo disse...

Oh António!!
Isso é de uma injustiça tremenda!
Anda tudo a 'dormir'?